Dicas para criar senhas infalíveis [Parte 3]

415

Parte 3: como proteger as suas senhas – FIM

1 – Guarde as suas senhas na mente

Evite escrever sua senha em pedaços de papel, agendas, arquivos electrónicos desprotegidos ou em qualquer meio que possa ser acessado por outra pessoa. Se isso for inevitável, apenas escreva a senha, não informe o que aquela combinação significa. Se a quantidade de senhas for muito grande, você pode utilizar programas específicos para gerência-las.

2 – Não use a opção de “lembrar senha” em computadores públicos

Em computadores públicos ou do escritório, não utilize a opção de “inserir senhas automaticamente”, “lembrar senha” ou equivalente que muitos sites e navegadores oferecerem. Evite fazer isso inclusive em seu portátil, caso você costume utilizá-lo fora de casa com frequência.

2016 2016-1
Recurso de “lembrar senha” em computadores públicos não é boa ideia

3 – Sempre clique em Sair, Logoff ou equivalente

Muita gente se contenta em fechar o navegador ao sair de um determinado site. Este procedimento é seguro na maioria das vezes, no entanto, em alguns casos, a simples reabertura da página pode fazer com que o conteúdo que você acessava (sua conta de e-mail, por exemplo) seja exibido novamente. Se você tiver senhas armazenadas em mensagens de e-mail, o problema se torna ainda mais sério. Um jeito de garantir que isso não aconteça é clicando nos links ou botões com os dizeres “Sair”, “Logoff”, “Sign out” ou equivalente. Sempre.

4 – Se possível, não utilize suas senhas mais importantes em computadores públicos ou redes desconhecidas

Sempre que possível, evite acessar serviços muito importantes para você em computadores públicos (a página de sua conta bancária, por exemplo). Se inevitável, verifique se o site oferece recursos de segurança (como protecção por SSL). Também evite utilizar suas senhas em redes Wi-Fi que você desconhece.

5 – Mude sua senha periodicamente

É muito importante que você mude as suas senhas periodicamente, pelo menos a cada três meses. Fazendo isso, você impede, por exemplo, que uma pessoa que capturou a sua senha e esteja acessando discretamente uma conta sua em um serviço qualquer continue a fazê-lo.

6 – Não use a mesma senha para vários serviços

Para cada serviço que você usa, utilize uma senha diferente.

7 – Não utilize perguntas com respostas óbvias

Muitos sites oferecem um recurso que permite a você recuperar a sua senha ao responder determinada pergunta. A ideia aqui é fazer com que você forneça uma questão cuja resposta só você conhece. Não crie perguntas que possam ser facilmente respondidas, em vez disso, crie questões que somente você poderá responder, como “qual o nome da jovem que foi a minha namorada no Mutu Ya Kevelae?”.

8 – Não compartilhe as suas senhas com ninguém

10 – Cuidado com e-mails ou sites falsos que pedem a sua senha

Um dos golpes mais frequentes na internet são e-mails que direccionam para sites que se passam por páginas de bancos, correio electrónico, redes sociais, entre outros, imitando inclusive o visual dos serviços originais. Se o usuário não perceber que está acessando um site falso, vai acabar entregando a sua senha e outros dados para um infractor. Por isso, fique sempre atento aos detalhes que permitem identificar e-mails ou sites falsos, como endereços não relacionados com o serviço, erros ortográficos grosseiros e solicitações suspeitas (recadastramento, por exemplo).

Lembre-se sempre que todo o cuidado é pouco, até já com mais novidades.


Leia os restantes artigos desta série: