Primavera lançará uma versão do seu ERP, específico para arranque do IVA em Angola

944

Não é novidade para os técnicos da área financeira e não só, que o IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado),  vai ser introduzido progressivamente no sistema de tributação angolano a partir de Janeiro de 2019, no âmbito de um conjunto de medidas inadiáveis que devem ser seguidas pela Administração Geral Tributária (AGT).

Segundo José Simões ( Territory Manager da empresa para Angola e Moçambique), revelou a nossa fonte, que o lançamento da nova versão irá ocorrer logo que seja aprovado o Código do IVA pela Assembleia Nacional, o que deve ocorrer em Outubro, pois há elementos incluindo a própria taxa a aplicar que não estão ainda fechados.

Os clientes da Primavera devem pagar algum valor para obter essa nova versão?

Não, “Os clientes que tenham contrato de continuidade activo não terão custo com software”, reforça, admitindo que possam, contudo, suportar encargos com fornecimento de serviços, incluindo formação de pessoal.

A Primavera Angola está desde Janeiro a reforçar contactos com a sua rede de cerca de meia centena de parceiros e muitos clientes, no sentido de entenderem a necessidade de adaptarem os ERP das empresas para o IVA, mas, afirma José Simões, ainda há muita gente que “não acredita que o novo imposto vá ser uma realidade”. “A implementação do IVA, do ponto de vista tecnológico, não ocorre com um estalar de dedos”, alertou, lembrando que, para além do investimento em software, nas empresas que não têm ainda sistemas de ERP, que a prazo terão que ter , tem que apostar-se na formação de recursos humanos.