Telegram é multado por não fornecer dados ao governo russo

1444

Telegram, aplicativo rival do WhatsApp, foi multado da Rússia nesta segunda-feira (16), por não fornecer ao governo uma brecha de segurança digital para a visualização de dados de conversas de usuários.

No mês de julho a empresa foi contactada pela agência russa para que deixassem de utilizar o método mais seguro de encriptação de mensagens na sua aplicação. Ao pensar nos seus utilizadores e nas políticas de privacidade e protecção de dados a empresa recusou-se e recebeu assim uma ação criminal da companhia.

O Telegram, que tem mais de 100 milhões de usuários, tem dez dias para recorrer da decisão.

No entanto, o criador do Telegram manteve-se na íntegra com sua política de proteção de dados e negou o acesso do governo às mensagens de seus usuários. Por essa razão, foi multado com uma quantia de 14.000 dólares.

O Telegram, assim como o WhatsApp, criptografa os dados de mensagens trocados por seus usuários. Sem uma chave de acesso, somente a empresa pode ter acesso temporário aos dados referentes as mensagens.

No entanto, a partir daqui, nós aplaudimos e apoiamos a decisão do Telegram, que se recusou a fazer parte das práticas de espionagem do governo russo.