YouTube reafirma compromisso de apoiar criadores africanos

0
1240

O YouTube deu início à segunda edição da Semana do Criador de África. O programa busca mostrar e apoiar criadores de conteúdo de todo o continente e estender o compromisso do YouTube em nutrir criadores e artistas negros como parte do programa #YouTubeBlack Voices.

O evento YouTube Africa Creator Week 2021 vai de 29 de novembro a 3 de dezembro de 2021, vai oferecer uma variedade de actividades para celebrar e apoiar os criadores no continente. Os destaques do programa de uma semana incluem três palestras motivacionais com criadores e uma masterclass focada em ensinar criadores como diversificar os seus fluxos de receita e aumentar a sua renda.

Uma série de vídeos de contadores de histórias, Stories Behind the Storytellers , destacará as jornadas de nove grandes criadores africanos que estão aumentar os números de assinantes por meio de histórias inspiradoras.

“África está repleta de histórias inspiradoras e o YouTube está empenhado em apoiar o crescimento dos contadores de histórias do continente. A Semana do Criador do YouTube África pretende destacar os principais criadores africanos que estão focados nas suas jornadas no YouTube e estimulam conversas envolventes entre os criadores de conteúdo, a fim de impulsionar o crescimento no continente ”, disse Adetutu Laditan, Gerente de Marketing Criador do YouTube.

MAIS: YouTube remove mais de 130 mil vídeos por desinformação sobre a Covid-19

As estatísticas recentes do YouTube ilustram o crescimento significativo da comunidade criativa em toda a África. A Nigéria tem mais de 500 canais com mais de 100 mil assinantes, um aumento de mais de 60 por cento em relação ao ano anterior.

No Quénia, mais de 300 canais têm mais de 100 mil assinantes – um aumento de mais de 90 por cento, ano a ano; enquanto na África do Sul, mais de 250 canais têm agora mais de 100 mil assinantes – um aumento ano a ano de mais de 60 por cento.

“O YouTube tem sido um parceiro de uma geração de criadores de todo o mundo que transformaram a sua criatividade em negócios. Em África, estamos a trabalhar para promover a descoberta e o desenvolvimento da próxima geração de criadores. Estamos focados em investir com ênfase na conexão, inspiração e na celebração da singularidade das vozes negras africanas ”, conclui Awofisayo.

Em janeiro, 19 criadores e quatro artistas da África Subsaariana foram selecionados entre 132 criadores de todo o mundo para receber financiamento do #YouTubeBlack Voices Fund como parte da classe de criadores de #YouTubeBlack Voices de 2021 .

#YouTubeBlack Voices Music Class de 2022, anunciada no início deste ano, também inclui oito artistas, compositores e productores de África.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here