Africell vai ter mais de dois mil trabalhadores para distribuir os cartões SIM

5
3442

A Africell, 4ª operadora de telefonia móvel de Angola, vai contar com mais de dois mil trabalhadores angolanos para distribuir/comercializar cartões SIM da empresa.

Esse anúncio foi feito pela embaixadora dos Estados Unidos de América (EUA) em Angola, Nina Maria Fite, no dia de ontem(20/10), na inauguração do primeiro data center da empresa, e onde isso enquadra-se na entrada em funcionamento da Africell, que prevê início das suas operações em Dezembro.

Falando aos jornalistas, a diplomata americana informou que pelos menos 70 por cento do capital humano da empresa telefónica será angolana, onde ainda ressaltou que o sucesso da Africell Global Holding Ltd inspire outras empresas americanas a procurar oportunidades em Angola, particularmente no âmbito de projectos que reforcem as infra-estruturas críticas do país e impulsione o crescimento económico e a prosperidade dos angolanos.

Nesse mesmo evento, o director de estratégias da Africell, Gonçalo Farias, assegurou que actualmente, 30 por cento da força de trabalho desta empresa é feminina, com maior destaque na área da engenharia,  e a medida que outras frentes de trabalho estão a ser integradas, o foco será o aumento do género feminino na força de trabalho da empresa, visando o empoderamento das mulheres, no curto prazo.

Gonçalo Farias – Director de estratégias da Africell

Gonçalo Farias continuou que, do ponto vista operacional e de infra-estrutura, a Africell está apta a cumprir os seus compromissos, estando na fase conclusiva da instalação dos equipamentos.

MAIS: Africell e Angola Cables firmam parceria para assegurar internet de alta qualidade em Angola

Sobre a questão da documentação, o gestor diz que ainda falta o licenciamento de sites, regularização das tarifas, entre outros detalhes regulatórios, que competem ao Instituto Angolano das Comunicações (INACOM).

Nessa mesma senda, o director nacional das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Matias Borges, garantiu que o Governo angolano continuará a dar o apoio necessário para que a entrada em funcionamento da Africell aconteça dentro do prazo programado, isto é, Dezembro deste ano. O director afirmou também que com a entrada em funcionamento do novo operador neste sector, o mercado será mais atractivo, dando várias opções aos utilizadores, especialmente para as regiões com baixo nível de cobertura.

Matias Borges – Director nacional das Telecomunicações e Tecnologias de Informação

De informar que em Fevereiro deste ano, o Instituto Angolano das Comunicações (INACOM) e a Africell assinaram um Contrato de Concessão para Prestação de Serviços de Comunicações Electrónicas, licenciando esta operadora com o Título Global Unificado (TGU).

O contrato habilita a operadora a vender produtos de comunicações electrónicas e a prestar serviços tradicionais e financeiros, por via do telemóvel (Mobile Money), em todo território nacional.

Numa primeira fase, a operadora vai lançar os serviços com uma cobertura total na província de Luanda, seguindo-se as restantes províncias do país.

Trata-se de um investimento de cerca de 300 milhões de dólares que asseguram, numa primeira fase, 400 empregos directos e 100 indirectos.

MAIS: Africell investe 300 milhões USD em tecnologia para arranque de operações

Além da entrada em funcionamento da Africell, em Dezembro próximo, Angola conta com três operadoras de telefonia, nomeadamente Angola Telecom, Movicel e Unitel, empresas que, em 2017, foram concedidas as três primeiras licenças de Título Global Unificado, após a realização de um Leilão de Frequências.

A Africell Global Holding Ltd está no mercado das telecomunicações há 18 anos, disponibilizando vários serviços a mais de 12 milhões de clientes. Em África está presente na Gâmbia, República Democrática do Congo (RDC), Serra Leoa e Uganda.

5 COMENTÁRIOS

  1. Saudações ilustres …

    Venho por este meio informar que quero ser funcionário da Africel, por isso estou candidatar-me para uma futura vaga da Africel.

    Aguardo o deferimento do e-mail onde posso anexar o currículo vitae para candidatura.

  2. Saudações ilustres….

    Veio por meio desta informar que almejo ser funcionário da Africel,por isso estou a me candidatar para uma vaga de emprego.Ou seja o que passo fazer para ser o dos funcionário da Africal?

  3. ola boa tarde, tenho tres filhos que nao trablham pretende trabalhar, ajuda-me por favor para uma das vagas para os meus filhos trabalhar afim de poder darem continuidade das suas formaçoes.

  4. O meu muito obrigado pela atenção dispensada gostava ter um emprego nesta empresa tenho dois filhos sou desempregado.
    Licenciado em Ciências de Educação no Instituto superior politécnico do Huambo Grupo Lusófona 🙏🙏🙏🙏🙏

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here