Centro Tecnológico do Uíge cria aplicativos para combater ataques cibernéticos

1884

O Centro de Formação Tecnológica do Uíge criou, no seu primeiro ano de existência, três aplicativos, dos quais um vai permitir a proteção dos equipamentos informáticos contra-ataques cibernéticos, informação revelada pelo diretor do referido Centro Tecnológico, Virgílio João.

O diretor que falava nas comemorações do primeiro aniversário da instituição, informou as características dos aplicativos, como “Multiverso Educacional”, que facilita a instalação de laboratórios tecnológicos em instituições de ensino públicas e privadas, e o “Delta Zone”, que vai, a partir do aeroporto do Uíge, facilitar que os visitantes, sobretudo turistas, cheguem ao local de destino sem precisar de guia turístico físico.

Falando especificamente do Multiverso Educacional, Virgílio João salientou que é um software destinado ao sector da Educação, que, instalado numa instituição, poderá permitir aos alunos a terem acesso à aulas práticas no laboratório tecnológico, de forma simulada, usando equipamentos eletrónicos, sem precisar de Internet.

Temos vindo a constatar nas instituições de ensino secundário e superior à insuficiência de laboratórios físicos, por isso o centro criou um software, para permitir a instalação de laboratórios tecnológicos e fazer com que os alunos tenham acesso às aulas práticas simuladas”, reiterando que às instituições interessadas basta adquirir o referido software e será possível instalar o laboratório tecnológico, que será utilizado sem precisar de Internet.

MAIS: Uíge. Engenheiros lançam laboratório digital no Centro Tecnológico

Sobre o “Sistema Delta Zone”, que nos próximos dias será instalado no Aeroporto do Uíge, vai permitir ao visitante, logo à sua chegada, solicitando o local onde deseja se dirigir, seja-lhe entregue um código, através do qual receberá, no seu telemóvel, o endereço do seu destino e, através do GPS, chegar sem precisar de ajuda de guia físico.

Ainda na sua abordagem, o Diretor esclareceu que o Centro de Formação Tecnológica do Uíge está apostando na inovação e na formação de jovens, para o desenvolvimento das novas tecnologias e dar soluções rápidas a várias situações.

De informar que o Centro de Formação Tecnológica do Uíge foi aberto ao público a 29 de outubro de 2021, onde já lançou no mercado de trabalho 612 jovens, dos quais 250 tiveram certificações internacionais.

Os formados especializaram-se em energias renováveis, eletrónica, segurança cibernética, tecnologias de informação, comunicação via satélite, designer gráfico e outros.

Até ao momento muitos jovens formados no centro tecnológico e que tiveram excelentes resultados foram contratados para prestar serviços na referida instituição e os demais apostaram no autoemprego, garantido assim emprego a outros.

Vamos continuar a dar prioridade à segurança cibernética e eletrónica e contribuir na qualificação técnico-profissional do homem, para poder fazer gestão de todo o equipamento tecnológico à sua disposição“, finalizou o Diretor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui