Retrospectiva 2021: confira os factos que marcaram a tecnologia em Angola e no mundo

0
1229

O ano de 2021 está terminando, e com ele vimos vários factos que vão marcar o mundo tecnológico, e onde alguns só provalvemente só terão impacto nos próximos anos.

Definitivamente não foi um ano que ficará lembrado por lançamentos de produtos, mas pela criação de conceitos e serviços que têm muita relação com como nos comportaremos no futuro.

Para a redacção da MenosFios, acreditamos que no futuro quando você estiver pesquisando pelos factos que marcaram o ano e encontrar esse artigo, talvez já esteja vivendo, pesquisando e trabalhando dentro de uma nova realidade, e volte aqui para se lembrar, por exemplo, quando ouviu pela primeira vez a palavra metaverso.

Ou talvez você volte aqui para lembrar quando INACOM atribui as primeiras licenças de frequências para tecnologias 5G em Angola.

Mas o ano de 2021 não se tratou apenas de metaverso ou da quinta geração da internet móvel, visto que tivemos um novo sistema operacional para computadores e notebooks, bem como o escandalo que o Facebook esteve envolvido. Tudo isso em meio ao segundo ano de pandemia de Covid-19 e o início da vacinação em Angola.

Por isso, segue abaixo a retrospectiva 2021 da equipa da MenosFios.

Facebook enfrenta escândalo com fuga de documentos para The Wall Street Journal

Relatórios internos da companhia de Mark Zuckerberg apontaram negligências da empresa em relação à sua responsabilidade em temas importantes, como saúde mental, publicidade direcionada para menores de idade, problemas no algoritmo e manipulação de conteúdos de ódio com o objetivo de gerar polêmicas.

O enorme conjunto de controvérsias tem pressionado actualmente a credibilidade da companhia. De informar que os vazamentos vieram da ex-funcionária Frances Haugen, que deixou a Meta por discordâncias com aspectos éticos e morais da empresa e vazou uma série de documentos internos.

Startup Paga 3 é a grande vencedora da 2° edição do concurso digital Unitel Go Challenge

A Startup Paga 3 foi a grande vencedora da 2° edição do concurso digital Unitel Go Challenge, um dos principais concursos de empreendedorismo digital nacional. A Paga 3 é uma Startup Fintech prestadora de Serviços de pagamentos, que oferece a seus clientes o modelo de pagamentos de produtos e serviços parcelados com entrega imediata.

Para aderir ao serviço, primeiramente é necessário descarregar o aplicativo, depois criar uma conta no mesmo inserindo o número de telefone, e-mail, nome de usuário e palavra-passe. Depois dessa fase, o utilizador tem que inserir os restantes dados complementares de perfil e esperar a validação dos mesmos pela plataforma, que vai até no máximo 48 horas. Validado as informações, o cliente está habilitado para comprar os produtos e serviços presentes na plataforma.

Empresa Facebook passa a ser chamada de “Meta”

O novo nome do Facebook foi revelado no Facebook Connect, o evento anual da empresa e que dá a conhecer as novidades da mesma no que diz respeito a equipamentos e serviços de realidade virtual.

No vídeo de apresentação do novo nome do Facebook, Zuckerberg começou o evento com uma mensagem sobre um futuro risonho, um futuro que queremos e que o dono do Facebook vai colocar todo o seu esforço em torná-lo uma realidade.

Segundo a ideia do fundador, o Facebook quer dar as ferramentas e capacidade aos utilizadores de se expressarem no mundo, dando o exemplo do vídeo como meio atual. Zuckerberg diz que a próxima plataforma será mais imersiva, com mais experiências que é aquilo que a empresa chama de Metaverse, para interagir, estudar e fazer atividades num mundo à parte. Mark Zuckerberg acredita que o Metaverse é o passo seguinte da internet mobile, isto é, não basta olhar para uma pequena janela de um equipamento, mas ter contacto visual e interação. Em vez de olhar simplesmente para o ecrã, a ideia é também viver as experiências, de forma mais natural.

Cerca de 70% da receita não petrolífera nacional é arrecadada pela Internet

No ano de 2021 foi também revelado que cerca de 70% da receita não petrolífera nacional é arrecadada por intermédio de canais electrónicos, visto que a Administração Geral Tributária (AGT) centralizou a colecta de três dos impostos mais significativos.

De acordo a Secretária de Estado para o Orçamento e Investimento Publico, Aia-Eza da Silva, que proferiu essa informação, a AGT centralizou a gestão e arrecadação, bem como digitalizou a cobrança dos impostos sobre o Valor Acrescentado (IVA), Especial de Consumo (IEC) e sobre Veículos Motorizados (IVM), que também são os de maior volume de interacção com os contribuintes.

Informar ainda que uma arrecadação dessa magnitude operada em canais electrónicos é significativa para a digitalização da economia nacional, bem como observa metas programáticas do Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022, no domínio do Programa de Reforma da Administração Pública.

Facebook, Whastapp e Instagram voltam a cair

Os três principais serviços da empresa de Mark Zuckerberg já haviam enfrentado falhas e instabilidades anteriores, mas nenhuma dessas quedas supera a do dia 4 de outubro, quando WhatsApp, Instagram e Facebook ficaram fora do ar por cerca de seis horas.

As plataformas estão entre as mais utilizadas em Angola, tanto para comunicação, lazer e negócios. Sua queda, levou a um incontável prejuízo para diversos usuários e empresas, ainda mais se considerarmos a limitação das vendas em lojas físicas por conta da pandemia.

Em nota, a empresa atribuiu uma falha a roteadores de backbone: “Nossas equipes de engenharia aprenderam que as alterações de configuração nos roteadores de backbone que coordenam o tráfego de rede entre nossos data centers causaram problemas que interromperam a comunicação. Essa interrupção no tráfego de rede teve um efeito cascata na maneira como nossos data centers se comunicam, interrompendo nossos serviços”.

Africell faz a primeira chamada da sua nova rede em Angola

No dia 16 de Dezembro, a Africell realizou a primeira chamada da sua nova rede em Angola, e onde esse feito marcou o início das operações de rede e prepara o caminho para uma implantação de serviços em fases.

Depois da chamada, a empresa telefónica informou que os seus engenheiros irão monitorar e optimizar o desempenho da rede. Uma vez que os serviços são oferecidos por fases a clientes empresariais e retalhistas, a cobertura incidirá inicialmente em Luanda, o principal pólo social e comercial de Angola com uma população de 8 milhões de habitantes. A cobertura e os serviços irão posteriormente estender-se a outras regiões, incluindo Lubango, Benguela e Lobito.

Windows 11 foi oficialmente lançado

Sete anos após o lançamento da última versão, a Microsoft atualizou o seu sistema operacional para o Windows 11.

Desde sua oficialização, em Outubro último, a gigante de Redmond vem promovendo de forma gradual o acesso à plataforma. O objetivo, segundo a própria Microsoft, é colocar o usuário no centro da operação.

Tecnologia é tema de destaque da FILDA 2021

Depois de não a sua realização no ano de 2020, devido as restrições impostas pela pandemia Covid-19, a 36ª edição da Feira Internacional de Luanda(FILDA) realizou-se de 1 a 4 de Dezembro, na Zona Económica Especial (ZEE) Luanda – Bengo, onde em cinco dias reuniu mais de 558 empresas nacionais e estrangeiras, com o tema “A tecnologia como suporte ao desenvolvimento do agronegócio e da indústria”.

A informação foi um grande sucesso nacional, onde promoveu trocas comerciais na ordem dos 60 milhões de dólares, e onde no especto tecnológico os expositores apresentaram dispositivos e softwares inovadores que agregam mais qualidade e quantidade aos produtos e sistemas ligados ao agro-negócio.

Falta de chips atinge 90% da indústria de smartphones

Em contraste com a chegada e expansão do 5G, um fator afetou negativamente a indústria de tecnologia no mundo: a chamada crise dos semicondutores, que influiu diretamente na cadeira de suprimentos da indústria de smartphones, e impactou também os setores de eletrodomésticos, automóveis e até mesmo consoles.

Há diversos fatores que podem ter gerado essa escassez de chips, que vão desde a guerra comercial entre Estados Unidos e China, eventuais erros de cálculo de fabricantes que estocaram sua produção no início da pandemia e os esforços da indústria na fabricação de componentes mais elaborados, necessários para equipamentos com 5G.

Isso levou à falta de chips mais simples, que atendem a uma gama maior de produtos.

Fato é que a pandemia alterou os padrões de consumo para alguns consumidores com o advento maior do trabalho remoto, que os levou a procurar outros equipamentos, aumentando o desequilíbrio da indústria.

E com as relações comerciais entre EUA e China restritas, houve um aumento da estocagem de chips.

No mercado de smartphones a crise levou as principais marcas a adotarem políticas mais conservadoras em seus lançamentos, e o que se viu foram celulares com pouca inovação e melhorias pontuais quando comparados aos anos anteriores.

INACOM atribui licenças de frequências para tecnologias 5G a três operadoras

No dia 20 de Dezembro, o Instituto Angolano das Comunicações(INACOM) fez a atribuição de títulos para utilização de frequências para a implementação da tecnologia 5G aos operadores de comunicações electrónicas Africell, Movicel e Unitel.

Realizado nas instalações do INACOM, essa acção é respaldada pelo Decreto Presidencial nº200/21 de 23 de Novembro, que consagra a atribuição da faixa de frequência 3.3-3.7 GHz ao serviço de telefonia móvel terrestre, especialmente para o desenvolvimento da tecnologia 5G que em 2021 é impulsionada pela necessidade de se assegurar uma contínua melhoria na prestação de serviços de telecomunicações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here