Co-fundador do Android está a criar uma nova empresa e um novo tipo de smartphone

86

Há praticamente dois anos atrás Andy Rubin abandonou a Google, tendo migrado para o segmento de smartphones na qual ele mesmo ajudou a criar. Para quem não sabe, Rubin é o criador do sistema Android, e actualmente está a planear casar sua experiência em software com inteligência artificial em um negócio arriscado.

Trata-se do hardware de consumo, com uma equipe com cerca de uma equipe de 40 pessoas, cheio de recrutas provenientes da Apple e Google Alphabet. Rubin está a preparar-se para anunciar uma nova empresa chamada Essential na qual ele será o CEO.

Rubin registrou a Essential Products Inc. com os reguladores da Califórnia em Novembro de 2015. Em fins de 2016, a empresa registrou “Essential” com o Escritório de Patentes e Marcas dos EUA, listando smartphones, tablets, acessórios e “software operacional para telefones celulares” entre seus produtos e Serviços. Não está claro se os dispositivos serão executados em um software baseado no Android.

A Essential é uma empresa  criada para unir vários dispositivos, a mesma está ainda a  trabalhar em um conjunto de produtos de hardware para o consumidor, incluindo aqueles para o segmento dos smartphones e casas inteligentes A grande novidade desta empresa é a criação de um smartphone de alto design destinado a competir com o iPhone 7, o Galaxy S7, Pixel e outros dispositivos móveis emblemáticos. Segundo um relatório, a empresa pretende lançar o smartphone em meados de 2017 e já está em discussões com a Foxconn para fabricá-lo.

Vale ainda lembrar que, Rubin vendeu o Android para Google em 2005, onde passou oito anos no conselho de direcção, transformando o sistema operacional de um minúsculo projecto no software mais dominante do mundo para a execução de dispositivos móveis. Em 2013, ele desistiu do Android para formar a unidade de robótica da Google antes de sair completamente em 2014.